Experimento – Intercâmbio Cultural

A Experimento conta com mais de 50 anos no Brasil, foi a pioneira no segmento de intercâmbio cultural. Também foi a primeira em dar a chance de estudantes internacionais viverem com famílias estrangeiras através de programas.

PUBLICIDADE

Proporciona aos jovens uma exposição à culturas e idiomas diferentes. Atende a diversas faixas etárias e expectativas. Podendo viajar desde os 8 anos em diante, para férias, ensino médio, estudos e trabalhos, trabalho voluntários, cursos de idiomas distribuídos por 20 países.

Os programas variam por conta da duração e também podem ser profissionalizantes ou universitários. Conta com mais de 60 lojas em 18 estados e uma equipe capacitada para atender quem quer fazer intercâmbio.

Atendendo altos padrões de qualidade, conta com instituições excelentes espalhadas pelo mundo. Portanto, oferece a assessoria para escolher o programa que se encaixa para você, e dá apoio desde o pré-embarque até o acompanhamento durante a viagem.

Com um catálogo extenso de opções, para aprender idiomas, fazer faculdade, estudar e trabalhar, passar apenas férias. A Experimento conta também com uma extensa lista de destinos. Oferece cidades praianas nos Estados Unidos, na Nova Zelândia, em Malta, na Austrália e na Espanha.

Outros destinos muito procurados são a França, Reino Unido, Canadá, Alemanha e México. Contudo, conta também com vários programas diferentes para que possa abranger diversas faixas etárias, a partir dos 8 anos.

  • Como escolher a acomodação

Após escolher o programa, também é necessário decidir onde você vai morar neste período de viagem. É essencial essa escolha, pois onde você se hospeda ajuda na sua experiência.

Afinal, será a sua nova casa, é preciso ser acolhedor e aconchegante quando chegar no local. Apenas você se conhece, se é bagunçado, certinho, organizado ou tranquilo. Existem cinco tipos de acomodações para que escolha a que melhor combina com sua personalidade.

  1. Casa de Família – é uma das opções mais comum, e o custo-benefício é bem melhor. Ocorre muito a troca de cultura a todo instante, facilitando o treinamento do idioma que está sendo estudado. As casas de família muitas vezes tem regras e deveres, mesmo a alimentação já estando inclusa. As regras variam muito de acordo com a família que te acolher.
    Caso você não se adapte é possível trocar de residência, dependendo do motivo se paga uma taxa. Se for algo muito sério, como expulsão da casa, a troca é feita sem cobrança.

  2. Residências Estudantis – Pode ser na mesma universidade em que vão estudar dependendo do programa, estudantes costumam ficar todos juntos no mesmo lar. Sendo muitas vezes iguais aos filmes que são mostrados na televisão. Outro programa a residência estudantil fica fora da universidade e mais próximas do centro. A higiene fica por conta dos estudantes, e podem também dividir lugar com pessoas de outras escolas. Essa é a melhor opção para quem é independente e gosta de liberdade.

  3. Campus Universitário – É a verdadeira experiência de viver e estudar em uma universidade do exterior. Consegue aproveitar tudo do local, desde quadras a refeitórios. Sendo o segundo lugar mais barato quando se fala de valor gasto.

  4. Hotel – A mais cara de todas, mas a melhor se quer treinar com nativos e gosta de privacidade e quer ter a independência. O hotel é muito parecido com os de viagens normais. Pode ter cozinha, quarto e sala no mesmo lugar, ou escolher compartilhar sala e cozinha com outros estudantes.

  5. Albergue e Hostel – O diferencial dela para a residência estudantil é que existe mais opções de camas, mas são bem parecidas. Vale lembrar que não é só estudantes que vão dividir o mesmo espaço com você. Para quem quer conhecer vários tipos de pessoas, é uma acomodação válida.

PUBLICIDADE

Vantagens do ensino à distância – EaD

World Study, Viaje pelo mundo