Como investir no tesouro direto: passo a passo

Aprenda como investir no Tesouro Direto em um passo a passo simples!

O Tesouro Direto é um programa do governo, criado em 2022, para negociação de títulos públicos por pessoas físicas, de maneira direta e online. De forma mais simples para você entender, pode-se dizer que ao comprar um título do Tesouro Direto o investidor está emprestando dinheiro ao governo.

Os títulos públicos são considerados o investimento mais seguro do mercado e uma opção de baixo custo para investir. É possível investir a partir de R$100,00.

Além de investir com menos custos, uma das grandes vantagens dessa modalidade é que o investidor tem maior domínio e decide em qual título aplicar e o momento de comprar e resgatar seu investimento.

Neste texto, você vai entender quais são esses títulos e acompanhar o passo a passo para investir no Tesouro Direto.

Tipos de grupos de títulos públicos do Tesouro Direto

Existem três grupos de títulos públicos: prefixados, pós-fixados e híbridos. Veja agora as características de cada um deles.

  • Prefixados: no momento da compra você sabe exatamente quanto vai receber de retorno, desde que faça o resgate apenas no vencimento do título.
  • Pós-fixados: você conhece os critérios de remuneração, mas só saberá o retorno total do investimento no momento do resgate, uma vez que esses papéis são atrelados a um indexador que pode variar.
  • Híbridos: têm parte da remuneração definida no momento da compra e o restante atrelado à variação da inflação.

Para escolher o título que atenda às suas necessidades, é preciso que você defina o prazo em que deseja deixar o dinheiro investido e o nível de risco que está disposto a correr. Afinal, qualquer investimento é passível de riscos.

Passo a passo para investir no Tesouro Direto

Antes da criação do Tesouro Direto, as pessoas físicas que quisessem investir nessa modalidade só conseguiam aplicar em fundos de investimento, que costumam ter grande parte da carteira composta por esses títulos.

Porém, agora ficou mais fácil porque essa modalidade não é restrita a poucas instituições financeiras. Agora os investidores podem aplicar por meio de diversos bancos e corretoras de valores.

Veja o passo a passo de como investir no Tesouro Direto.

Primeiro passo

Escolha uma instituição financeira que possibilite investir no Tesouro Direto, como uma corretora, e abra sua conta. Elas também podem ser chamadas agentes de custódia.

Segundo passo

Solicite que a corretora faça seu cadastro junto ao Tesouro Nacional. Você receberá uma senha de acesso por e-mail, enviada pela B3, onde são guardados e negociados os títulos.

Terceiro Passo

Acesse o Portal do Investidor com a senha recebida e substitua por uma nova, no padrão de 8 a 16 dígitos, incluindo números, letras e caracteres especiais, como [email protected]#.

Quarto Passo

No menu do site do Tesouro, clique em “Investir e resgatar” e, logo em seguida, em “Investir”. Você verá todos os títulos públicos disponíveis para compra neste momento.

Quinto Passo

Escolha seus títulos, preenchendo o valor que deseja investir em cada um. Você pode investir em mais de um título, e um valor mínimo de menos de R$100,00 dependendo do título.

Sexto Passo

Clique em continuar e confirme os títulos e valores da sua aplicação. Caso precise revisar algum dado, clique em “Editar” ou “Cancelar”. Você receberá a confirmação da compra por e-mail.

Gostou do artigo? Compartilhe com alguém que esteja planejando começar a investir de forma mais fácil e segura!